sábado, 17 de setembro de 2011

Em construção

Tudo o que eu queria hoje era abrir uma página e criar um mundo novo, um mundo que eu não sei de quê, mas com certeza completamente diferente daquele que temos hoje, mas construir uma coisa sólida é uma tarefa difícil (eu que o diga!), porém são essas construções que nos ajudam a nos reconstruirmos...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Retorno

Fiquei um tempinho sem postar nada aqui mas é que estava diregindo meu retorno à realidade. Confesso que no início tudo me causou estranhamento mas agora o sentimento está mudando para indignação.
Bem, acho que ainda preciso refletir sobre algumas coisas mas ainda esta semana eu volto com novidades.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Gula!

Devo confessar a todos que apesar dos meus 49 Kilos que sou uma grande gulosa, como tudo e em quantidades apreciàveis. Desde criança nunca tive problemas com comida: legumes, verduras, carnes, tudo o que botassem no meu prato eu estava comendo, com exceção do inhame, exceção esta que é mantida até hoje (acho que tenho créditos, afinal nunca conheci ninguém que fosse fã de inhame). E agora que estou me despedindo desse paìs possuidor de uma culinària invejàvel, tenho aproveitado pra comer todas as coisas que sò posso comer aqui: bolos, doces e alguns artigos de chacurterie que são verdadeiros pecados. Meus amigos vegetarianos que me perdoem, mas o foie gras é simplesmente irresistìvel!

Essa semana pra terminar de ajudar, ganhei uma caixa de Madeleines, são uns bolinhos feitos aqui que possuem um sabor ùnico, os melhores são os artesanais e foi justamente esses que ganhei, sò hoje jà comi 3: 2 no café da manhã e 1 à tarde, o problema é que a pessoa que me deu disse que era pra levar para o Brasil para que meus pais e amigos pudessem conhecer, désolée, não sei se elas chegarão vivas no Brasil (rs).


Pequena Reflexão...

Estava pensando em um post para poder finalizar a minha experiência no Senegal, mas não consegui pensar em nada, simplesmente porque ainda vivo e penso intensamente em todas as coisas que vivi e aprendi nesse paìs. O mais marcante pra mim foi a experiência com as crianças e também a possibilidade de descobrir um pouco mais da cultura desse povo, acho que nunca conseguirei finalizar isso tudo com um simples post!
Um caminhão de emoções positivas, grandes amizades feitas, sorrisos que jamais serão esquecidos e o desejo mais sincero que cada criança daquela pequena cidade tenha um futuro brilhante pela frente. Esses registros ficarão para sempre...
Daì eu pensei: por que tenho que finalizar isso? Eu amei e ponto (rs). Volta e meia eu ressurgirei com uma nova emoção descoberta dessa experiência inigualàvel!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Sincretismo

Cerca de 90 % da população Senegalesa é muçulmana, mais eu pude perceber os elementos sincréticos logo na primeira semana. Como o país sofre com a precariedade de àgua, aqui no centro costumamos dar banho nas crianças pelo menos 1 vez por semana para explicar noções básicas de higiene. Na minha primeira ‘douche’ percebi que todas crianças traziam consigo uma espécie de cordão em torno da cintura. Os tais ‘cordões ‘ são uma espècie de amuleto contra mau-olhado e é confeccionado por um velho sábio da região. Todas as crianças depois do nascimento devem carregar um por toda infância pois isso vai lhes proteger contra certas doenças e outros males de acordo com a cultura local.

Pena não ter feito nenhuma fotinho =(

Sorriso de Criança

Sò quem conhece o amor pode entender o que representa o sorriso de uma criança.



































Senegal – Como tudo começou

Eu e meu namorado como bons viajantes que somos estamos sempre pensando em qual serà o nosso pròximo destino. Jà passamos por algumas capitais européias e decidimos conhecer um pouco a África e aproveitar para ajudar um pouco aqueles que verdadeiramente precisam.

Desde o princípio pensamos em partir com alguma ONG mas a dificuldade e a burocracia quase nos fizeram desistir, foi aí que encontramos a Maison des enfants d’Awa, uma pequena organização fundada por um casal de franceses em Diofior,uma cidadezinha de 30 mil habitantes no interior sul do Senegal.

Como não temos muito dinheiro mas muito amor no coração, começamos a mobilizar alguns amigos e parentes para nos ajudarem em nosso projeto e o resultado foi MARAVILHOSO: conseguimos trazer 15 Kilos de medicamentos entre pomadas dermatológicas, anti-térmicos, anti-sépticos, remédios contra piolhos etc. Além de livros, brinquedos e escovas de dentes.

Sabemos bem que não podemos mudar o mundo mais nós dois ficamos muito felizes em saber que pudemos ajudar um pouco a melhorar a vida dessas crianças.
Segue uma fotinho dos medicamentos!