quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Grèce

Acabei de voltar de um sonho de viagem com a alma completamente renovada e cheia de pensamentos, pois cheguei a conclusão definitiva de que somos muito mais primatas do que imaginamos, afinal de contas não inventamos nada, no màximo aperfeiçoamos.
Talvez eu esteja sendo um pouco radical e acho que podemos nos orgulhar de uma coisa: a tecnologia e mesmo assim com algumas ressalvas porque as bases matemàticas jà haviam sido lançadas pelos antigos.
Dai eu pergunto: qual o nosso proposito aqui?
Outro dia estava pensando sobre o olhar de um marciano sobre os humanos e acho que ele falaria o seguinte: 'que sociedade esquisita, eles se acham tão avançados mas aprisionam animais pela simples futileza de observà-los, ao mesmo tempo em que eles se dedicam em estudar e aprimorar seus conhecimentos, a maior parte os usa para a destruição deles mesmos, e o pior de tudo, eles acreditam que barreiras geogràficas e linguisticas os tornam diferentes dos outros da mesma espècie!'
Francamente acho que nos limitamos tanto com pequenas coisas que não conseguimos usar a metade da nossa capacidade criativa para o bem da humanidade, salvo exceções é claro.
Dando continuidade ao tema, fiquei realmente surpresa com tudo o que vi: de brinquedo de criança até as bijoux mais sofisticadas e por mais que sempre tenhamos visto, lido e estudado nos livros sobre o grau de especialização de sociedades antigas não temos como conceber a terça parte antes de ver.
Além disso tudo, a Grécia me surpreendeu pela sua beleza natural - e olha que nem fui em pleno verão mas as praias, as pequenas cidades, as montanhas, as oliveiras...tudo me fazia viajar na historia. Como eu tive a imensa sorte de ir em plena baixa temporada, eu e meu namorado visitamos 2 sites arqueologicos completamente sozinhos - Delphes e Epidaure. Em alguns momentos eu achava que poderia tropeçar com alguma divindade grega perdida (rs).
E no mais, é maravilhoso ver e saber que patrimônios como a Acropole estão tão bem guardados e conservados, realmente o nivel de conservação de tudo est incroyable, e para isso eles nem precisam explorar os visitantes (as entradas de museus e sites custam menos de 10 Euros, sendo gratuita para estudantes da UE e com redução de 50% para os demais estudantes e idosos).
Pra terminar uma pequena citação de Platão que darà continuidade ao proximo post acompanhado de Brestch: ' Vivemos no mundo do irreal onde tudo o que vemos é somente uma sombra imperfeita de uma realidade perfeita

2 comentários:

  1. Agora eu sei porque a filosofia nasceu na Grécia! Voltou inspirada, hein?! Saudadona! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Amei o texto. A Grécia te inspirou mesmo!

    ResponderExcluir